home - sbem

Ir para o conteúdo

Menu principal:

 

Sociedade Brasileira de Educação Matemática

Diretor: Fernando Cardoso de Matos
Vice-diretor: Reginaldo da Silva
1º Secretário: José Messildo Viana Nunes
2º Secretário: José Carlos de Souza Pereira
1º Tesoureiro: Acylena Coelho Costa
2º Tesoureiro: Maria Alice de Vasconcelos Feio Messias
 


HISTÓRIA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA - SEÇÃO PARÁ.

A Sociedade Brasileira de Educação Matemática – SBEM, fundada em 1988, é uma entidade civil de caráter científico e cultural, sem fins lucrativos e sem qualquer vinculação político partidária e religiosa.
De acordo com seu Estatuto, a Sociedade tem por finalidade congregar profissionais e estudantes interessados na área de Educação Matemática para promover dentre outros:
I. O desenvolvimento da área de Educação Matemática e sua implementação na práxis educativa.
II. Debates sobre a produção na área de Educação Matemática, propiciando o desenvolvimento de análise crítica dessa produção;
III. A divulgação de estudos e pesquisas, desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção de conhecimentos técnicos e científicos referentes às atividades ligadas à Educação Matemática, nos termos do que dispõe a Lei Federal nº. 9.790, de 23 de março de 1999;
Os encontros nacionais e regionais constituem-se numa das formas explícitas para alcançar os objetivos estatutários da SBEM e de suas Regionais. Caracterizam-se por uma vasta programação de cunho científico e pedagógico, em que são apresentadas as novas produções do conhecimento na área. Debatem-se grandes temas, são expostos problemas em busca de soluções, divulgam-se experiências, bibliografias e materiais instrucionais, com o objetivo de promover o desenvolvimento e a difusão das experiências, estudos e reflexões na área da Educação Matemática.
No Pará, um dos resultados do desenvolvimento dos grupos de Educação Matemática foi a promoção de encontros regionais voltados para a Educação Matemática, tendo sido realizados até o momento oito encontros
Esses encontros intitulados EPAEM (Encontro Paraense de Educação Matemática) contaram, em média, com 650 participantes. Um dos resultados desses encontros tem sido a procura, cada vez maior, por parte de professores e estudantes, de oportunidades para continuar sua formação e realizar intercâmbio de experiências, como meio de atualização e aprofundamento da prática profissional.




 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal